Dos fins

9 07 2008

Mulheres em piromancia

rabiscam destino e vislumbram a manhã

sedento de sonho abro meus olhos

e risco no ar o destino do peito amado

dentre todas os astros escolhi o meu rei

ou por ele fui alçada até mais alto céu

a pedra rolada assinala o caminho

da mão que transforma a flor em perfume

e o sol queima a tez sedenta de luz

das trevas a mais tênue luz sobressai

e por ela posso guiar-me nas sombras

um filete de vida extrapola num dia

o cruzar do tempo imortal

homens meninos dançando

em pura alegria giram

na piromancia

___

Permitiu-se tudo, de homem

___

Surpreendente seu modo de ser

traumático

expondo os segredos do banheiro

em cartões deixados pelo chão

___

É ou não é surreal?

Duas coisas descubro todos os dias que gosto ainda mais: o surrealismo e o Huun-Hurr-Tu, um grupo da Mongólia que me foi apresentado a pouco tempo. Aliás, tudo converge a uma outra paixão,

Cancelado… continua. Fazer filme. Ver como gravar no Youtube. Usar o arquivo do Movie Player.

___

Não querendo transformar o Surrealismo do Acaso em um blog de moda, mas dando uma puxadinha na sardinha, tenho uns sapatos interessantes para mostrar. Muitos são famosos, como os inacreditáveis sapatos de lótus chineses, outros, menos citados e nem por isso deixam de ser surreais.

Aliás, histórias sobre sapatos são bárbaras…cada modelo tem uma função por mais absurda que seja – isso não se aplica muito nos modelos contemporâneos – e tudo documentado. Pra quem quiser saber que por exemplo na …as mulheres usavam os sapatos …por…e…

Continuando nessa linha temos o…

___

Jean-Louis Bédouin; Robert Benayoun; André Breton; Roland Brudieux; Adrien Dax; Guy Doumayrou; Jacqueline et Jean-Pierre Duprey; Jean Ferry; Georges Goldfayn; Alain Lebreton; Gerard Legrand; Jehan Mayoux; Benjamin Péret; Bernard Roger; Anne Sghers; Jean Schuster; Clovis Trouille e seus camaradas estrangeiros atualmente em Paris.

Le Libertaire, 12 de outubro de 1951

___

Sur mes cahiers d’écolier
Sur mon pupitre et les arbres
Sur le sable sur la neige
J’écris ton nom

(…)

Et par le pouvoir d’un mot
Je recommence ma vie
Je suis né pour te connaître
Pour te nommer

Liberté.

Paul Éluard

___

E assim terminam os começos.

C.

Anúncios

Ações

Information

3 responses

9 07 2008
Ricardo Rayol

sapatos? isso sim é surreal rs.

5 08 2008
Adriano

Bah!!!…rs
de belas palavras á Huun-Hurr-Tu (surrealismo milenar!)…
De ‘Libertaire’ a sapatos…
Dos fins aos Começos…

10 12 2008
adalberto

oxi, pero pera aqui è, ou ai è mais fático por estar a mudar, meu caro.
faça disso sua mùsica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: