Pela valorização da mulher brasileira!

8 03 2008

Hoje é dia de blogagem coletiva e o Surrealismo do Acaso, mais uma vez, deixa de lado suas efemérides para adentrar um tema de extrema relevância na sociedade hodierna: “a mulher brasileira”. A idéia da blogagem é da Lys, uma guria sensacional, dona do blog Lys, no labirinto de seu universo desconexo, e de sua amiga Meiroca que, infelizmente, não tive a oportunidade de conhecer. A importância e necessidade do tema é indiscutível, mas se você pensa que não, de uma lidinha nesse artigo pra começar a ter uma idéia… Como dia 8 de março além de ser o dia da mulher é também o dia do baile da minha formatura e vérspera da 2ª fase do exame da OAB, esse artigo foi programado, qualquer erro, culpem o WordPress!

Nessa senda, nada mais justo do que comentar nesse dia a vida-obra de uma mulher que bateu de frente com os anseios sociais de sua época, nossa Musa Antropofágica: Patrícia Rehder Galvão ou simplesmente Pagu, como ficou conhecida. Pagu não era mesmo o modelo conservador de mulher que, em sua época, era imposto às garotas.

“Nada mais sou que um canal
Seria verde se fosse o caso
Mas estão mortas todas as esperanças
Sou um canal
Sabem vocês o que é ser um canal?
Apenas um canal?”

Com o cabelo bem curto, saí para as ruas fumando e exclamando palavrões, coisa que, à época, era tido como, no mínimo, heterodoxo… Bem nova começa a publicar seus textos sob o pseudônimo Patsy no Brás Jornal.

“Evidentemente um canal tem as suas nervuras
As suas nebulosidades
As suas algas
Nereidazinhas verdes, às vezes amarelas
Mas por favor
Não pensem que estou pretendendo falar
Em bandeiras
Isso não”

Influenciada por Oswald de Andrade e Tarsila do Amaral, Pagu começa a se tornar o baluarte da 2ª fase do movimento modernista. No entanto, com a crise capitalista de 29, a filosofia política começa a se tornar alguma coisa a se levada em consideração. Pagu torna-se o exemplo da mulher “moderna”, engajada no movimento proletário e antropofágico, considerar Pagu como uma precursora das mulheres brasileiras de hoje, não é, nem de longe, equivocado. Sua influência, que se estende até hoje, não foi tanto por suas obras que, em sua maioria, artigos (tal qual esse) publicados em jornais e periódicos políticos, não podem traduzir tudo o que sua existência pode proporcionar. Sua “marca” foi a de ter tido e sido o espírito livre que orientou e determinou os caminhos que, até então, poucas mulheres se aventuraram em traçar.

“Gosto de bandeiras alastradas ao vento
Bandeiras de navio
As ruas são as mesmas.
O asfalto com os mesmos buracos,
Os inferninhos acesos,
O que está acontecendo?
É verdade que está ventando noroeste,
Há garotos nos bares
Há, não sei mais o que há.
Digamos que seja a lua nova
Que seja esta plantinha voacejando na minha frente.
Lembranças dos meus amigos que morreram
Lembranças de todas as coisas ocorridas
Há coisas no ar…
Digamos que seja a lua nova
Iluminando o canal
Seria verde se fosse o caso
Mas estão mortas todas as esperanças
Sou um canal.”

Para saber mais sobre nossa musa antropofágica, acesse o site!

Os trechos da poesia foram extraídos do poema Canal, de autoria de Patrícia Rehder Galvão.

Para saber quem mais escreveu sobre A valorização da mulher brasileira, continue lendo…

Participantes que confirmaram presença:

1. Lys
2. Meiroca
3. Grace
4. Marcio
5. Cilene
6. Mirella
7. Jorge
8. Elizabeth Cunha
9. Elzinha
10.Georgia
11.Sonia
12.Ru Correa
13.Sandra
14.Lucia Freitas
15.Tati Sabino
16.Carola
17.Celia
18.Rosa
19.Principe Tito
20.Lulu on the Sky
21.Miriam Salles
22.Ronald
23.Naldy
24.Steffania Paola
25.Chicoelho
26.Seu Paulo
27.Lili Bolero
28.Scliar
29.Patti
30.Flavia
31.Dinha
32.Drops Azul anis
33.Varal das ideias
34.Keila, a Loba
35.By Osc@r Luis
36.Flainando
37.Tania
38.Paula
39.Fester
40.Ricardo Rayol
41.Blogosfera Solidaria
42.Pata Irada
43.Anunciaçao
44.Paps
45.Luci Lacey
46.Cidão
47.Evellyn
48.Janaina de Almeida
49.Roberto Balestra
50.Luciane
51.Chico
52.Marcelo
53.Pix Blog
54.Alessandra Rosa
55.Mercia
56.Maria Augusta
57.Betha
58.Sandrinha do Hawai
59.Aninha Pontes
60.Nana Hayne
61.Adri
62.Pedro Freire
63.Taliesin
64.Ingrid
65.Claudya
66.Teresa
67.Mayra
68.Marcia
69.Ricardo Soares
70.De dentro da Bota (Gi)
71.Ciça
72.Lino
73.Eeepa
74.Cantorias
75.Du
76.Maite
77.Suelly Marquez
78.Cadinho Roco
79.Marcelo Para
80.Liz
81.Andrea
82.Maria do Carmo
83.Andrea Motta
84.Chawca
85.Leticia Coelho
86.Elvira
87.Monika Mayer
88.Guillian
89.Adelino
90.Bblinda
91.Roseane
92.Prof. Josenilton
93.Fabiana
94.Claudia
95.Flavia, vivendo em coma
96.Oficina das palavras
97.Marlene Mora
98. Dani Pontes
99.Deny
100.Juca
101.Sandra Bose
102.Taty
103.Aprendizagem
104.Cristiane Borre’
105.Brasil na Italia
106.Mari
107.Vivis
108.Luma
109.Leticia
110.Issamu
111.Vi Leardi
112.Sergio
113.Maria Elena
114.Adriana
115.Tina
116.Claudia
117.Ery Roberto
118.Allan
119.Saramar
120.Francy e Carlos
121.Raquel Moniz
122.Loba
123.Dilgo
124.Bia
125.Sonia Vasconcelos
126.Lucia Malla
127.Mario
128.Claudia Pit
129.Celia Rodrigues
130. Barbara
131. Tanya
132. Viviane
133. Patty
134. Cesar Zanin
135. Lunna
136. Meyviu
137. Karina
138. Krika
139. Vitoria
140. K. – Incompletudes
141. Laura
142. Cristiane
143. Denise Arcoverde
144. Paola
145. Lola
146. Felipe Breia
147. Rosana
148. Ju Moreira
149. Fábio Max
150. Angel Ilanah
151. Anny
152. Marcos
153. Nanci
154. Ro Costa
155. Lucas
156. Sombra do Sol
157. Xico Lopes
158. GuGa Flaquer
159. Lucy
160. Leila
161. Herbert Drummond
162. Krek
163. Pablo Ramos
164. Julio Moraes
165. Ana Paula
166. Marcos
167. Denise B C
168. Aru’
169. Rosane
170. Michele
171. Natalia
172. Rap
173. Jan
174. Mayna
175. Carla
176. Sérgio Coutinho
177. Regina Ramao
178. Cris
179. Cochise
180. Alexandra
181. Tereza
182. Luiza Helena
183. Lilian Britto
184. Ernâni Motta
185. Cybele Meyer
186. Lenhador
187. Carlos Hotta
188. Lord Fenix

Anúncios

Ações

Information

10 responses

8 03 2008
Angustiada Consciência

Pagu certamente foi um exemplo na ”revolução” da forma de pensar a mulher. Salve!

8 03 2008
DireitoeTrabalho.com | Hoje é Dia da Mulher

[…] 92. Ro, 93. Pata Irada, 94. Prof. Josenilton, 95. Natalia Coelho, 96. Ricardo Soares, 97. Yeda, 98. Meyviu, 99. Angel, 100. Tania Defensora, 101. Carol, 102. Alexandra, 103. Coletivo ao ataque. 104. Adri, […]

8 03 2008
A vida como a vida quer » Blog Archive » Pela valorização da mulher brasileira (2)

[…] 92. Ro, 93. Pata Irada, 94. Prof. Josenilton, 95. Natalia Coelho, 96. Ricardo Soares, 97. Yeda, 98. Meyviu, 99. Angel, 100. Tania Defensora, 101. Carol, 102. Alexandra, 103. Coletivo ao ataque. 104. Adri, […]

9 03 2008
Amigos da Blogosfera » Blog Archive » Resultados da Blogagem Coletiva “Pela valorização da mulher brasileira”

[…] 92. Ro, 93. Pata Irada, 94. Prof. Josenilton, 95. Natalia Coelho, 96. Ricardo Soares, 97. Yeda, 98. Meyviu, 99. Angel, 100. Tania Defensora, 101. Carol, 102. Alexandra, 103. Coletivo ao ataque. 104. Adri, […]

10 03 2008
scliar

ah, que bom encontrar Pagu por aqui. E gostei demais de conhecer este blog. Boa semana surreal para voces! Scliar

10 03 2008
Luma

Pagu, um apelido que foi dado por um erro de Raúl Bopp ao pensar que ela se chamava Patrícia Goulart e as primeiras sementes de soja plantadas no Brasil, foram trazidas por ela, após uma viagem a China. Curiosidades à parte, foram mulheres como ela que fizeram diferença em uma sociedade patriarcal e preconceituosa…

10 03 2008
meiroca

Meyviu, eu sou a Meiroca, prazer..(rs) agora voce ja me conhece. Estou chegando meio atrasadinha para ler teu post, falando de Pagu, muito legal cita-la.
Agradeço a sua participaçao,
Uma beijoca da Meiroca.

12 03 2008
O que se falou sobre a Mulher Brasileira… | Pensieri e Parole

[…] Pela valorização da mulher brasileira! […]

17 03 2008
NADIVA

Olá, mundo surrealista!
Como é esta história de programar os posts no wordpress? Tem lá esta ferramenta? não vi,não, e agradeceria muito se me desse detalhes. Li no post sobre a mulher.
Aliás, embora atrasado, feliz dia da mulher!
Nadiva

24 11 2008
Pela Valorizaçao da Mulher Brasileira III - Blogagem Coletiva

[…] 92. Ro, 93. Pata Irada, 94. Prof. Josenilton, 95. Natalia Coelho, 96. Ricardo Soares, 97. Yeda, 98. Meyviu, 99. Angel, 100. Tania Defensora, 101. Carol, 102. ___________ 103. Coletivo ao ataque. 104. Adri, […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: