Shampoo hediondo

27 02 2008

Bom, esse post pretende ser a estrela guia de maridos(esposas) ou namorados(as) frustrados(as). Imagine que você é um belo(a) jovem de 26 anos que acabou de herdar uma fábrica de shampoos de seu pai. Você sai a noite, se diverte muito todos os fins de semana, trabalha árduo durante o dia e ainda faz faculdade de administração de empresas numa instituição pública. Claro que, nessas condições, “chovem” garotas(os) na sua horta. Como todo bom ser humano, você resolve engatar um relacionamento. A vida continua, a fábrica vai de vento em popa e você e seu par estão no melhor dos relacionamentos do mundo.

Como diz o velho ditado chinês: “isso passa”. Um de seus amigos confessa que flagrou seu par saindo de um motel com um(a) senhor(a) de alta classe com dinheiro na mão. Você pergunta ao amigo: “Você estava lá com quem?”. Ele responde: “Eu sou dono do lugar, véi!”. Descrente, você procura um detetive particular, contrata-o e espera alguns dias. O relatório é conclusivo: você foi feito(a) de bobo(a), seu par não só saía com várias pessoas, cobrava para tanto! Você chora, vai pro buteco, enche a cara e, no dia seguinte, resolve tomar uma atitude.

Sua cabeça está a mil, você não raciocina direito e resolve culpar o genêro, ou seja, a culpa era das mulheres(homens) em geral. De posse dessa idéia, você vai ao trabalho e, num acesso de raiva com um ímpeto sanguinolento, altera a composição química do shampoo para que ao invés de deixar os cabelos sedosos, deixe-os engruvinhados e sem vida. O produto vai às lojas sem que ninguém saiba da nova composição. Alguns dias depois a polícia bate na porta de sua casa: “Temos um mandado de prisão preventiva contra o Sr(a). Fulano(a), podemos entrar?”. Perplexo(a) você pergunta: “Mas, o que eu fiz, pelo amor de Deus?”. E, amparado pelo Código Penal brasileiro, o policial responde: “O senhor foi processado como incurso no artigo 273, parágrafo 1º-A, do Código Penal, falsificação de cosméticos”.

Como você não tinha dinheiro suficiente para pagar o preço de tabela proposto pela OAB, seu advogado te abandonou, você foi processado(a) e apenado(a) com 10 anos de reclusão. Por tratar-se de CRIME HEDIONDO, os benefícios da graça, indulto e anistia estão a ti vedados, além de ter que cumprir 2/5 do total da pena para obter a progressão do regime fechado para o semi aberto, ou seja, 4 anos de presídio!

Mas, como diria o velho ditado chinês: “isso também passa”. No presídio, pela pura falta do que fazer, você pede um Código Penal emprestado do seu vizinho(a) de cela e descobre que se tivesse matado seu par, provavelmente já estaria nas ruas, tocando sua vidinha.

Se você não acreditou que falsificar shampoo é crime hediondo, basta dar uma olhadela na Lei 8072/90 em seu artigo 1º, inciso VII-B e artigo 273, parágrafo 1º-A do Código Penal.


Ações

Information

8 responses

27 02 2008
Beth

Vim te agradecer pela visita no meu espaço de poesia!!! Brigaduuuuuu……mas, nem tão sutil como uma raposa, talvez, como uma águia!!!!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Bem, como estudante de direito que sou, aprendi faz tempo que o nosso CP e as leis especiais, dão mais valor aos crimes patrimoniais do que aos crimes contra a vida. Isso é fato….

beijão

……….

27 02 2008
adaobraga

Já sei. Segunda opção!

28 02 2008
Paola

Nossa que coisa!
Cheguei aqui pela Beth. rs
Bjo

28 02 2008
Mel

Q coisa!!
nunca se sabe o q pode acontecer no dia de amanhã…o.O

28 02 2008
B.Cardoso

Vejam só, nem imaginava alguma coisa dessas.

Como não vou herdar uma fábrica de shampoo (em verdade, fábrica nenhuma), só me resta eliminar os meus desafetos.

Conhece um bom advogado? 🙂

29 02 2008
João Barreto

Que triste, que cruel. Enfeiar cabelo alheio da mais cana que matar. Deve ser por isso que tanta gente é assassinada ao mesmo tempo em que as pessoas sempre andam pelas ruas com seus cabelos bem alinhados… Talvez isso até seja uma Teoria interessante. Taí.

29 02 2008
João Barreto

Que triste, que cruel. Enfeiar cabelo alheio dá mais cana que matar. Deve ser por isso que tanta gente é assassinada ao mesmo tempo em que as pessoas sempre andam pelas ruas com seus cabelos bem alinhados… Talvez isso até seja uma Teoria interessante. Taí.

1 03 2008
Ricardo Rayol

caraleos, falsificar shampoo é crime hediondo… ahahahah bizarro

como eu não tenho cabelos estou absolutamente c&g para o fato

obrigado pela visita.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: