Seios e advogados

9 02 2008

A advocacia e o sexo nunca foram muito amigos, nem são duas coisas aconselháveis para se andar junto. Profissionais de ambas as áreas tem uma mania intrínseca de fingir certas coisas que não deveriam ser fingidas em certos momentos, com um único objetivo: dinheiro. Agora coloque alguns advogados húngaros  num jantar formal e veja o que acontece. Exatamente, um advogado vai morder os seios de uma colega de trabalho sob o pretexto de que não gostou do peito de frango servido no jantar. É tão óbvio, não acha? O prefeito presente no jantar, confirmou ter sido o fato apenas uma brincadeira, mas a doutora não achou muita graça nos instintos caninos de seu colega, processou o indivíduo por assédio sexual. No Brasil, acho que a conduta do advogado se enquadraria como perturbação do pudor, uma contravençãozinha, nada mais. O problema seria uma indenização por danos morais (e materiais), o chamado “pedido sal”, mas com a velocidade da nossa Justiça, talvez seja uma boa idéia morder seios por aqui…


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: