Acre

25 10 2007

“Não disse que seria fácil, disse que valeria a pena.”

Da monografia da Thalita, 5º D, direito, Univem (vem você também).

Garimpeiro do horizonte, onde se esconde tua navalha assassina? É ali adiante? Aquela vagabunda de corte cego matou meu gato e escondeu minha cueca! Soltou doze dos meu pássaros antes mesmo de eu acordar e depois, sem-vergonha, sentou no meu sofá com a maior cara-de-pau, e assistiu Gilberto Barros com o maior entusiasmo! Como pode ser? Não me pergunte, foi o que me contaram… Ela simplesmente disse, no interrogatório, que sonhara com o apresentador, nú, e que precisava urgentemente ve-lo, pra ver se realmente era ele. Talvez nem Freud explique essa obsessão por apresentadores suados de TV. Realmente, não entendi porque meu gato foi morto. A navalha limitou-se a reservar-se no direito de ficar calada quanto este acontecimento. Mas nada me tira da cabeça que foi ela quem lhe arrancou as minguadas tripas. No mais, a cueca escondida, por não ser crime, disse, nos autos, que precisava dar uma de Saci pererê, porque uma navalha cega, sem eira nem beira, que se limita a enferrujar, apenas, destina-se em geral à sucataria, e, como ela deixa bem claro, seu destino vai muito além do porco do ostracismo!


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: