Egoísmo

7 02 2008

Segunda e terça-feira foram dias agitados para a maioria dos brasileiros, para outros poucos, o carnaval não passa de uma data fedida a mais para entrecortar os dias de trabalho e os fins de semana. Para uma mulher do Mato Grosso do Sul (diga-se de passagem, o estado brasileiro com mais procura por surrealismo) o carnaval pareceu perfeito até que descobriram que ela deixava a filha de 4 anos presa no carro para que seu samba não sofresse interrupções inoportunas. Os policiais arrombaram o carro e salvaram a criança. A mãe alegou ter saído por apenas dez minutos, com vidro do carro entreaberto, pois a criança dormira. Os moradores da região é que são uns enxeridos, meteram o bedelho onde não foram chamados e causaram todo esse rebuliço. A mãe, digamos, relapsa, foi solta após pagar uma fiança de R$ 380, arbitrada pelo delegado, provavelmente. Agora só falta levar a criança pra vacinar contra a febre-amarela e esquecer que ela foi vacinada…





Exame de Ordem (OAB 2ª fase)

2 02 2008

Eu sei que o assunto da semana é carnaval, mas sei também que muitos, talvez dez ou quinze mil, bacharéis em direito passarão o carnaval mais frustrado de suas vidas. Eu sou um deles, a 2ª fase do exame, diga-se de passagem, é um dia depois (as 8 horas da manhã) do meu baile de formatura, portanto, será um carnaval ultra-frustrado. Agora fazer esse exame tem lá suas “vantagens”. Uma delas são as aulas preparatórias para a elaboração da peça prática. Todo estudante de direito tem sua vida permeada por duas figuras míticas, o legislador e o examinador. Na faculdade o estudante ouve, por baixo, umas 5.825 vezes a palavra legislador, por exemplo: “Pessoal, vejamos, o que o legislador quis dizer com: constranger mulher à conjunção carnal, mediante violência ou grave ameaça”. Geralmente ensinam isso no segundo ou terceiro ano da faculdade, época essa em que o aluno ainda não esta familiarizado com o “juridiquês”. Então o professor responde: “O legislador quis dizer que somente MULHER pode ser estuprada, homem não, entenderam? Pipi vagina, vagina pipi! Conjunção carnal é isso, parem de rir, isso é um assunto sério!” No cursinho a bola da vez é o examinador da OAB. Eu não sei como é um examinador da OAB mas pelo que meus amigos comentam, deve ser um sujeito muito mal que transa duas ou três vezes por ano… O examinador não lê o que você escreve entre parênteses na 2ª fase e, ainda segundo meus amigos, o examinador simplesmente não lê o que você escreveu. Geralmente te reprovam, porque se aprovarem 20.000 novos advogados por ano, só em São Paulo, não há país que aguente!





A moda agora é ser japonês

29 01 2008

Notícia não tão recente, porém avassaladora. Ângela Bismarchi (ex-mulher do Oxxxx, atual mulher do Wagner Moraes) decidiu tornar-se japonesa… Nada mais comum, oras! É claro que teve um motivo especial para isso, a comemoração do centenário da imigração japonesa no Brasil. Nada mais usual, oras! Afinal de contas, Michael Jackson não ficou branco? Homens não fazem cirurgia para mudança de sexo? Tammy Gretchen transmutou-se em um mulekinho e ninguém fez alarde, então qual o problema em mudar de etnia? Saio em defesa de Ângela, oras, esse bloguezinho Dlisted não tinha o direito de esculachá-la do jeito que fez! Que continuem se preocupando com suas próprias bizarrices, as nossas deixem que nós mesmos nos preocupemos.

Ps.: os bacharéis em direito devem estar mais ansiosos que o Batman em dia de indulto de Natal nos presídios do Rio de Janeiro! Esse maldito gabarito não sai nunca!

Fonte: Ego





Carnaval 2008

21 01 2008

Diferentemente do ano passado, o Carnaval desse ano começa não-oficialmente dia 4 de fevereiro. Cada ano resolvem colocar o carnaval numa data esquisita… Daqui a pouco vão colocar o Carnaval dia 07 de setembro, porque, afinal de contas, nossa independência e o carnaval são quase a mesma coisa. O certo é que foi no carnaval que as melhores noites (dias também vá) de minha vida foram passadas. Fosse no camping de Ipaussu (lugar que, apesar dos meus amigos não mais gostarem de ir, recomendo) fosse em alguma praia (e aqui leia-se Balneário Camboriú).
Pra falar a verdade, vou usar esse post pra falar um pouco mais do campign de Ipa! Foi lá que, inclusive, tive a idéia de criar esse blog, alguns anos atrás. A profusão de idéias que se tem numa noite regada a bebidas e amigos ultrapassou os limites da minha cabeça e veio parar aqui. Tudo começou com a história dos Aztecas. Eu tinha dito que eles não conheciam cavalos, motivo pelo qual os espanhóis, com aqueles puta cavalos, derrisavam as batalhas. Então, Berga, o garoto que vai se casar dia 26/01/08, disse que os Aztecas sabiam sim que os cavalos existiam, só que achavam que cavalo era apenas utilizado na produção de mortadela. Eu, imediatamente, imaginei inúmeras fileiras de soldados espanhóis montados em mortadelas gigantes soltando poeira sobre as matas da recém-descoberta América (pra quem quiser ler, é só clicar).
Como vários amigos podem atestar, o camping ipaussuense é lugar afrodisíaco. Não posso citar nomes, mas todo mundo, se não se apaixona, ao menos faz alguma coisa diferente. O rio Paranapanema, com certeza vai ficar em frente a sua barraca, então, antes de nadar, aproveite o local. Há uma muralha e um chão cheio de pedras numa das partes, vá lá, retire algumas pedras do chão e as atires na água pra fazer quicar. É uma das melhores coisas dessa vida… À noite, opta-se pela música em várias barracas ou, se não choever, pelo show marcado pela administração do município. Música não vai faltar, garanto. Reserve uma noite para ficar sozinho com sua(seu) guri(a), andem pelo lugar, sente-se pelo lugar, há inúmeros banquinhos por lá, aproveitem, quem sabe não tem a mesma “sorte” que eu de assistir, de camarote e às gargalhadas com uma garota indescritível, um contribuinte do Imposto de Renda, lá longe na prainha, abaixar suas calças, satisfazer suas necessidades biológicas urgentes e limpar-se com areia…
O mais importante, penso que pra quem quer fugir do carnaval tradicional de avenidas, fantasias e marchinhas, o ideal é o camping, claro que há alguns malucos que se vestem de mulher e saem farrear a noite, mas a participação é facultativa e o som, fica a cargo do aparelho de cada um, ou seja, ouve-se o que quiser. De verdade, recomendo mesmo!





Stevie Wonder

11 12 2007

“Pra onde foi
Aquele brilho de antes
Quando podíamos sentir a roda da vida
Mudar nossos caminhos?

Agora parece que
Os sonhos de antes
Foram apenas um joguinho tolo e cruel
Que costumávamos jogar
Antes de mim, antes de ti, ontem…”

Stevie Wonder em Yester me, yester you, yesterday.

Nunca tinha ouvido o Stevie, melhor, tinha ouvido sim, naquela I just call to say I love you (quem não viu o clip, que veja!) mas não sabia que era ele. Bom, tirando essas duas músicas não consegui gostar de mais nada do que ele canta, embora ache a voz e letras incríveis… A música é alguma coisa muito esquisita na minha vida.

Eu sinto pena da população da Terra. Tão poucos vivem no Brasil e ninguém sacoleja tal qual nós… Eu tenho sacolejo, sacolejeiamento ex-universitário, faltam universitários no país, eu tenho sacolejo… Parabéns, tu és um Bacharel em Direito, e tens sacolejo! Que falta? Um emprego! O sacolejo do emprego, o emprego de sacolejo! Não, eu não moro perto das Micaretas, nem dos carnavais fora de época, nem dos Carnatais, nem dos carnavais de inverno tampouco dos carnavais normais. Nenhum lugar pra se esconder! A mítica figura do carnavalesco, um ser que se preocupa com alguma coisa séria! Pequeno Príncipe da América Latina, filho de Antônio de Santo Exu! Boa sorte pra ele! Ele tem sacolejo, sacoleja e ganha dinheiro com isso.








Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.